domingo, 14 de junho de 2009

Novo Amanhecer

É melhor dormir esta noite
e não pensar mais em tuas palavras,
como conseguiste fazer-me feliz
e como acabas de fazer-me chorar.

É melhor pensar
do que todo passo por algum motivo,
não tomaste mais minhas mãos
porque estavam perto teus amigos.

Vou esquecer
tudo o mau que pôde passar
entre o mar e a lua,
a lua que já não aparece mais
e do que se aparece,
exige ao mar
que reflita sua luz.

A lua que vem e se vai,
o mar que deixou de chorar.

Novo amanhecer
pensando que não voltarei,
pensando que não voltarás.

Estefanía * Tefy Alba

Um comentário:

Stella Tavares disse...

Quantas vezes dormimos com um peso insuportável nos ombros e quando acordamos, ao primeiro raio de sol, descobrimos que nada é insolúvel e, ainda que não seja resolvido, a cada manhã vai-se desprendendo a dor, cicatrizando feridas, a cada manhã constatamos o que vivemos com menos dor. Falo sobre o poder cicatrizante que o tempo, um dia após o outro tem. Bjos.
www.manualdoinseguro.blogspot.com