quarta-feira, 10 de junho de 2009

Efêmera ante teus olhos

Não posso seguir contando meus dias sem ti
perguntando-me como te foi hoje
se é que recordas a esta mulher
que tem escrito tanto sobre teus lábios.

Não posso seguir recordando os dias
que me olhavas detenidamente em silêncio
quando tudo o que pensava desaparecia
enquanto gravavas tua luz em minha memória.

E, quiçá te ajudei a esquecer-me
cada tarde que não estive a teu lado
sem perguntar-me se pensavas em mim
se precisavas olhar-me uma vez mais.

Já não voltaste a perguntar por mim…

E, voltei-me efêmera antes teus olhos.

Estefanía Rodríguez P. * Tefy Alba

Nenhum comentário: