segunda-feira, 20 de abril de 2009

AZUL

Mar,
sonho ser terra que cobres
nas noites de lua,
ser a paisagem formosa
ao qual te unes.

Estrelas refletidas em tua pele
que vem e vai constantemente
com tua brisa, teu riso, teu alento
com teu sal voltado mel.

Mar,
o vento afastava minha mirada
de tantas horas sem tua acalma
o céu que refletia tua luz
sem importar nada.

Mais de 3 meses sem ver o mar
pela cinza que alimenta o outono
que me leva longe,
me tira as recordações
tua brisa, teu riso, teu olhar.

Estefanía * Tefy Alba

sábado, 18 de abril de 2009

Quando a "saudade" volta-se natural

Com uma canção
regressei àquele dia
em que nos beijamos,
tomamo-nos da mão
e "janeiro" ficou nos meus braços.

Assim cada ano
nos vimos em verão
mas esta vez não quis deixar-te.

Tenho saudade da tua mirada cheia de paz...

Um abraço, só um abraço,
o calor pôde afastar-nos
e teus sonhos foram meus sonhos
naquela tarde de verão.

Estefanía * Tefy Alba

domingo, 12 de abril de 2009

As vezes ouço o latido deste coração

Se irá minha voz quando o reveja?
Porque o vento abriu uma porta
e um pouco de vida entrou essa vez,
agora em mim, há uma parte dele.

Mas as coisas mudaram
ainda minha vida encerra algo,
levo a recordação em alvo
aqui e a onde vou.

Poderá mudar minha vida um som,
o piano ou uma canção?
Que hoje só ouço o mar
e o vento nas noites.

Luas que me recordam
as noites quase eternas
que passe alguma vez
as estrelas que admirei,
os desejos que pedi
são as noites de minha ontem.

Estefanía * Tefy Alba

terça-feira, 7 de abril de 2009

Foi Ontem

Te procurei por tanta nostalgia,
estranho até tua mirada
que jogava a encontrar
algo novo em mim.

Me abraçaste ao despedir-me
desejaria que esses braços
não me soltem tão cedo
até deixar-me um pouco de ti.

Foi ontem quando soube
que realmente vivo
apaixonada de ti.

Estefanía * Tefy Alba

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Quando preferes ouvir ao vento

Quero ir-me a onde o dia me leve,
Brasil por 5 dias com 2 amigas,
cumprir meus planos esta vez.

Te olho tratando de que digas
o que quero escutar
e não dás teu braço a torcer.

Quero ir-me a onde a noite te leve
mas parece não te importar
se me vou ou fico.

Esta noite quis falar-te
e parece que preferes ouvir ao vento.

Estefanía * Tefy Alba