terça-feira, 31 de março de 2009

Me olhas...

Me olhas mas não me vês
te esfuerzas tanto ou pouco
para que me afaste de ti
enquanto respiro embaixo de minha vida,
não sê que sucede contigo.

Nem sabes quanto estranho
os dias que tomaste minha mão
no inverno, nas ruas;
com minha lonjura
soubeste manter-me cerca de ti.

Me esqueces cada tarde
sorris bem mais sem mim,
e sei que estás bem, muito bem
enquanto grito tão alto
que não podes escutar-me.

Sem ar e sem voz,
com falta de um abraço teu
e te vais sem dizer adeus,
já não me olhas mais.

Estefanía * Tefy Alba

BABEL

Por que quando o céu esta cinza
tu estás junto a meu?

E, é quando a primavera canta
que minha alma sabe entender
hoje tua mirada...

Não se prepara para escapar
de teu sorriso
e por como hoje teus olhos
me olham.

A cinza se alumia
com o sorriso
que quiseste oferecer
nesta derrubada
Torre de Babel.

Estefanía * Tefy Alba

Outro poema

Aquela forma
ingressa antes de mais nada, todos,
acalma meus desejos de afastar-me tanto de todos,
fico vendo sua mirada.

Aquele homem
semeia em todas partes
acalma cada instante, afasta-me, volta;
fico confiando em que não se irá tão cedo.

Aquela voz
encanta em minha, tudo,
acalma meus silêncios, meu caos;
fico tratando de ouvir seu riso.

Estefanía * Tefy Alba

Canto para ti

Piano triste,
sons do vento
e música
que acalmam este dia
sem nevoeiro.

Voz alegre,
sons do homem
que é música no alma
da mulher que ama.

Canta,
brisa no mar
de minha mirada
sons da noite
que traz um pouco de paz.
Estefanía * Tefy Alba

Frase


"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios... por isso rie, dança, canta , chora ...vive intensamente cada momento de tua vida antes que a função acabe e a peça termine sem aplausos". Charles Chaplin.